domingo, 2 de janeiro de 2011

2011 - UM ANO QUATRO

FUNDAÇÃO PARA UMA NOVA DÉCADA


De maneira geral 2011 é o que chamamos de 4º Ano Universal (o quarto do ciclo 2008-2017). 
2008 foi o início de um epiciclo incrível de nove anos, que vai ficar na história como de uma dramática transformação. Por isso para entender este ano é aconselhável olhar para trás, os três primeiros anos deste ciclo.

A arithmologia mostra claramente que o ano de 2012 é o grande ponto de virada no ciclo, mas primeiro temos de passar por 2011, o último ano quando todas as coisas fluem para baixo, dominado pelo disciplinado e controlado 4 – uma energia positiva, se não fosse por sua falta de visão e flexibilidade.


Enquanto a disciplina e o controle podem parecer positivos em muitos aspectos, a forma como isso se desenrola em 2011 não é tão maravilhosa como parece, se expressando em uma redução da visão global que diminui a nossa capacidade de planejar o futuro ou compreender corretamente o impacto das nossas escolhas e decisões.

Para usar uma palavra que resume este ano 4 essa palavra é "fundamental". 2011 é um ano onde, em cada nível, estamos construindo a nossa "fundação" – é a base/estrutura da qual, pelo menos os próximos cinco anos de nossas vidas, dependem. Construir uma base fraca terá conseqüências desastrosas.
Por isso a ênfase neste ano é no trabalho, ordem, orçamento, fundação, o próprio corpo.

Seja em acontecimentos mundiais, grandes e novos eventos, ou mesmo em nossas vidas pessoais, o ano quatro é significativo.
Em grande escala, quando se trata de política, descobertas, escândalos, epidemias, pandemias, conspirações, autoridades, as verdades, as fundações construídas, descobertas, tecnologia, grandes estabelecimentos, importantes leis aprovadas ou não, as organizações formadas e ações pioneiras.
Possibilidade de confrontos sobre as divergências mais triviais. Se a maioria dos políticos de hoje são considerados tacanhos e insensatos, durante 2011 o pouco de visão e grandeza que conseguiram sobreviver até agora poderão ser destruídas. Os detalhes estão fora de proporção, regras de frustração e de visão estreita se tornam norma aceita acarretando menos progresso e mais regresso.
Erupções de violência, questões relacionadas à guerra ou terrorismo, atos primários de ódio, apelos pela paz, protestos, acordos e pactos formados, motins... As relações humanas, mais do que o usual, formando e desmoronando grandes parcerias. A violência é tão grande quanto a solidariedade.

Em um ano 4 algum tipo de descoberta importante é feita ou alguma verdade oculta é descoberta, especialmente relacionadas a problemas passados. É como se, finalmente, algo fosse descoberto ou revelado depois de muitos anos (possivelmente algo descoberto depois de décadas ou séculos) ou algo totalmente novo é descoberto, finalmente, alguma verdade é revelada depois de estar oculta por anos.

A vibração do ano está tão forte que ainda em 2010 segredos começaram a vir à tona, ódios e crises surgiram... mas ainda não acabou.

A vibração de 2011 vai afetar também a todos em um nível pessoal, de alguma forma.
O que está sendo escondido, por nós mesmos ou por outros, lentamente vai sair da escuridão para a maioria. Isso significa segredos saindo do armário mais do que de costume e vai ser difícil para os que são acostumados a ocultar os problemas manter o poder sobre o que tem escondido. Ou o que foi escondido de nós será finalmente revelado, embora alguns consigam manter um apertado controle todo o ano no final de 2011 surgirão informações claras sobre uma pessoa ou situação, especialmente em questões remanescentes decorrentes de 2010.

Quer dizer que se você procurar a verdade, ela poderá ser facilmente descoberta em 2011. Mas esteja preparado, pois nem sempre a verdade é agradável no primeiro momento.

2011 nos traz estagnação, negação e franca obstrução em um nível nacional e global. Mais e mais a maioria das pessoas se preocupa com as diferenças entre elas, causando uma retórica de ódio e ataques violentos.
Poderá também haver um agravamento do fosso econômico em países desenvolvidos - os ricos ficam mais ricos e os pobres ficam mais pobres... e a percentagem de pessoas consideradas pobres aumenta exponencialmente.
Individualmente pode ser um ciclo de dinheiro, mas o total da renda está em proporção direta com a quantidade e qualidade de trabalho.

As religiões, sem exceção, também se tornam mais polarizadas, e isso se reflete em menor tolerância, mais dogmas e provavelmente mais violência. Apesar da contrapartida em procurar o convívio pacífico entre elas.
Na verdade, olhe para qualquer aspecto da vida humana - política, religiosa ou qualquer outro - e simplesmente aguce os ângulos, e aí está a imagem para 2011.

Também influenciam o ano de 2011 o 2, o 0 e o (duplo)1, criando obstáculos e confrontando-nos com algumas das nossas deficiências mais exigentes.
São estes números que empurram as coisas para além e para fora. Assim, enquanto as óbvias forças políticas, militares e religiosas continuam a trazer conflito e separação, há realmente uma evolução subjacente ocorrendo em um nível mais profundo e mais humano, carregando-nos para uma existência mais harmoniosa, enquanto as alterações que jogam para fora na superfície parecem estar empurrando-nos para o nosso fim último.

O DOIS que rege o milênio (2000 a 2999) trazendo a Estabilidade e a  Mudança. Propício para se alcançar o equilíbrio tanto interno quanto externo.
O ZERO da Corrente Energética do Século (2000 a 2099) que direciona o planeta para o DOIS inicial...

 
O DUPLO 1 o primeiro dos números mestres O Inspirador e Criativo 11, mais do que nunca, anuncia o conflito virtual residente no exceder, o ir além.






Existe uma tendência a aparecerem problemas na área da cooperação. Então, preste atenção a esta tendência – os segredos a descoberto podem levar ao maior número de rupturas em relacionamentos e casamentos – quer dizer, elevado número de dissoluções de relacionamentos que pareciam fossem durar muito tempo ou relacionamentos que têm sofrido em silêncio por muitos anos.

Mas o 2 proporciona apoio e força, então, inesperadamente,  indivíduos se reúnem e formam novas relações, e estas podem aparecer de forma duradoura, e muito provavelmente um relacionamento sólido, pois as relações iniciadas em um ano 4 geralmente têm uma grande chance de resistir.

A preocupação material manifestada pela energia do 1 continua. Os bloqueios, atoleiros, frustrações, inseguranças, a tendência em se afastar de tudo o que causa sofrimento também.
Para a maioria, este é um ano propício para corrigir os erros materiais cometidos nos últimos três anos.

2011 será significativo quando se tratar de leis importantes e o campo político. Isto é, mais do que, obviamente, já estamos esperando do mundo político, e nos três poderes – Legislativo, Executivo e Judiciário.

Em 2010 os maiores fabricantes de notícias foram nossas celebridades, no entanto, um ano quatro nos torna mais sérios e desloca o foco para nossos líderes políticos e o que está acontecendo em nossa arena política.
Todos os tipos de líderes políticos ao redor do mundo vêm para a frente de nossas ‘lentes’ de forma significativa. Grandes julgamentos, processos judiciais, a lei e, especialmente, anúncio de nova legislação, muitas vezes acontecem em anos com essa vibração.

Definitivamente estamos em transição e o tom de 2011 será um pouco mais sério. Autodisciplina, moderação e resistência serão exigidas para aproveitar ao máximo as opções abertas neste ano.


BRASIL

O Brasil está sob seu ciclo pessoal 1 desde o último 7 de Setembro e essa influência personalizada interage com a energia de 2011.
Um ano pessoal de criatividade e ação onde a autoconfiança é fundamental. 
 

“O primeiro ano de um ciclo é o ano da ação, da semeadura das sementes, da abertura de nova oportunidade com autoconfiança. O renovo foi semeado, mas ainda não irrompeu da terra. Isso demanda um tempo de planejamento, de resolução. Significa voltar a treinar, se aperfeiçoar ou mudar-se para um novo lugar – começar de novo...”



Grandes mudanças ocorreram e a Nação ainda está no processo de digeri-las material e emocionalmente, já que cada cidadão brasileiro sofre esta influência mesclada aos seus respectivos ciclos pessoais.

Existe uma energia que nos impele a pensar mais e primeiro em nós mesmos como Brasileiros, o que pode ser uma transição mental um pouco difícil, pois nos acostumamos a pensar nos outros como melhores. Contudo AS NECESSIDADES DO BRASIL DEVEM VIR AGORA EM PRIMEIRO LUGAR – porque as decisões que os governantes tomarem durante este ano influenciarão nossas vidas nos próximos quatro anos. 

Este será um ano para o Brasil expressar sua individualidade. Sentirá mais facilidade em se projetar em todos os campos. Bom momento para buscar a autopromoção sadia, tomando cuidado para não parecer arrogante demais, o que teria efeito contraproducente.
Não se deve adiar nada, nem buscar a ajuda de segundos ou terceiros: se a ajuda for necessária, deve-se ir direto ao centro, ao líder, equilibrando autoconfiança e bom senso.
O momento pede que o Brasil siga sua própria cabeça e desenvolva seus próprios métodos.
Os anos de ação são os mais favoráveis para iniciar projetos e investir no futuro. Iniciam um novo ciclo de nove anos e são excelentes para começar qualquer coisa nova ou para fazer qualquer modificação que tenha vindo a adiar. É preciso aprender a depender de si próprio, pois o sucesso virá de acordo com o esforço individual.
Este é um excelente momento para promover as mudanças necessárias neste país. Reformas: tributária, judicial, política, na educação, na saúde, etc.  É um ano que exige trabalho e organização; e para os nossos Deputados: a preguiça será fortemente punida pela não concretização dos resultados.

O entrelaçamento dos ciclos, no caso o ciclo pessoal do Brasil (1) com o ciclo geral de 2011 (4) leva o nosso país a um momento de novas experiências e aprendizados.
Este é um momento de decisão. De mudar tudo o que ainda causa insatisfação. Agora é hora de aceitar todas as mudanças, até mesmo provocar aquelas transformações que são necessárias há muito tempo. O Brasil já está pronto para as mudanças que virão. É preciso ter senso de oportunidade (não oportunismo) para aproveitar as chances e caminhos que se abrem de maneira inesperada neste período repleto de altos e baixos. As decisões muito importantes, se inevitáveis, devem ser tomadas de maneira muito judiciosa. Ainda que dinâmica por causa da influência do 1.

Por ser um ano de entusiasmo é necessário desenvolver uma enorme disciplina. Comunicação é uma palavra chave para este período.

O novo Governo nasce sob a influência do arithmo 6, cuja energia rege a clara visão, a aceitação e os altos ideais.
Essa energia ajuda a desenvolver a responsabilidade consigo mesmo e com o meio em que vive, a valorizar a estabilidade, o despojamento e a domesticidade. No aspecto positivo a pessoa enxerga o quadro maior, perdoa e é paciente; realiza seu trabalho sem cair no perfeccionismo, aceitando a si mesma, aos outro e às circunstâncias. Propostas presentes no discurso inicial da nova Presidenta.

A nossa Presidenta deverá ficar atenta para a equipe não cair no pólo negativo do 6 e torna-se hipercrítica, perdendo-se em minúcias insignificantes.


No mais... Boa Sorte para todos no início dessa nova Década!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos de Autoria

Os textos deste blog têm autoria.

Caso queira fazer uso, por favor, cite a fonte.

Obrigado!

Quem sou

Minha foto

Descobri cedo o caminho do autoconhecimento e a partir da adolescência direcionei o foco dos meus estudos para essa autodescoberta. Dissequei a mim mesma em busca de respostas estudando diversas matérias, que entendi serem totalmente interligadas.
Com a Arithmologia venho me aprofundando em técnicas de respiração, meditação, cromoterapia, cinesiologia, e tecnologia espiritual. Desenvolvi a Arithmognose Terapêutica: o cuidado consigo e com os outros, através do conhecimento e essência dos Arithmos (números) pessoais.
Graduada em Direito, mas trabalhando com Consultoria, Coaching e Aconselhamento Metafísico a distância, tenho como objetivo esclarecer e motivar o cliente/coachee para que este possa perceber e/ou experimentar uma conscientização das potencialidades inerentes em si que repercutem diretamente em suas ações.

Google+ Followers