sexta-feira, 25 de julho de 2014

O Calendário das 13 Luas e o Dia Fora do Tempo



Alguns acreditam que os Maias identificaram o aspecto energético e espiritual do tempo de cada dia e codificaram isso em seus calendários...

Como outras civilizações antigas, os maias sacralizavam os conhecimentos de astronomia, matemática e escrita, sendo estas de função dos sacerdotes e letrados cujos registros se cristalizaram no sistema de calendários.

A grande importância dada pelos maias à medição do tempo decorre da concepção que tinham de que tempo e espaço, em verdade, se tratam de uma só coisa e que flui não linearmente, como na convenção europeia ocidental, mas circularmente, isto é, em ciclos repetitivos. O conceito chama-se Najt e é representado graficamente por uma espiral.



O calendário haab tinha seu uso mais afeto às atividades agrícolas, notadamente na prescrição das datas de plantio, colheita, tratos culturais e previsão dos fenômenos meteorológicos. Era o calendário das coisas e das plantas. Já o calendário tzolkin era usado para as funções religiosas em função do qual se marcavam as cerimônias, se fazia a adivinhação das pessoas e se encontravam as datas propícias para seus atos civis.

José Argüelles[i], professor de estética e história da arte norte americano, se sentiu atraído ao estudo da cultura Maia, mais precisamente pelo seu calendário sagrado, o Tzolkin.


Segundo Argüelles, aquilo a que se chama "calendário Maia" é um sistema de sincronização de ciclos terrestres, solares, interplanetários e galácticos de uma forma fractal e que utiliza por base um padrão ou proporção unicamente matemática a que se chama a freqüência 13:20.

Treze se referindo às 13 lunações anuais (13 x 28 = 364). Como o mês lunar tem 28 dias, multiplicado por 20 (base) resulta em período próximo ao ciclo ovariano da reprodução humana.


“O que propomos que se adote em vez do Calendário Gregoriano é o Calendário das 13 Luas/28 dias. Este é um verdadeiro “sincronômetro” perfeitamente harmonioso – cada mês, ou melhor, lua, tem exatamente 28 dias, quatro semanas perfeitas de 7 dias, treze vezes por ano. Isto perfaz uma soma de 364 dias ou 52 semanas perfeitas. Cada mês é um espelho perfeito de cada mês. Assim, este calendário 13 luas/28 dias é um padrão de medida perfeita. O último dia – o 365 – não á um dia de semana nem de lua, e por isso, chama-se a este dia, o dia fora do tempo, e corresponde à data gregoriana de 25 de Julho. Neste dia há festivais mundiais para celebrar "o tempo é arte" e para o perdão universal.”
“Pelo contrário, o calendário gregoriano não tem padrão – é uma coleção de 12 meses irregulares em duração, com nomes irracionais, onde as semanas não correspondem à duração dos meses. Esta confabulação não científica, que aceitamos como um dogma, cria uma confusão no inconsciente coletivo, e por conseqüência este calendário, programa a sociedade com valores não harmônicos e irracionais.”
“O calendário das 13 luas baseia-se num dos 17 calendários maia, o Tun Uk, e sincroniza-se com a medida 13:20, tzolkin ou módulo harmônico. Mas o calendário das 13 luas não é um dos calendário maia. É um calendário universal. Por exemplo, por mais de 5.500 anos, os indígenas dos Andes utilizavam um calendário 13 luas/28 dias e também os druidas de Inglaterra, entre outros. É pela sua universalidade que os próprios reformistas do calendário o preferem.”
“Finalmente, outro ponto importante. O calendário das 13 luas toma como o seu Ano Novo um dia que corresponde ao dia 26 de Julho. No passado, para os egípcios e maias, se celebrava este dia porque neste dia se produzia a conjunção da grande estrela Sírio e o Sol nascente. Portanto, este dia reporta-se a um fato cósmico pelo qual o Calendário das 13 luas que utilizamos hoje é também uma parte integral de uma nova revelação do tempo a que se chama "Encantamento do Sonho". Por esta razão, não devemos confundi-lo com o Calendário Maia tradicional, porque o Calendário das 13 luas tem por propósito uma demonstração da ordem sincrônica da 4ª dimensão, ou seja, uma revelação da Lei do Tempo.”

 O Dia Fora do Tempo manifesta uma maior conexão com a Essência Geradora de Vida.

Os antigos tinham conhecimento que a Lunação não dura exatamente 28 dias, então o dia extra no ano solar significa que “os meses do calendário estão em fase com a Lua Nova somente uma vez a cada 21 anos, o que se chama o Grande Ano Lunar”. Os últimos Grandes Anos Lunares aconteceram em 1951, 1972, 1993, e agora em 2014.
 







[i] Joseph Anthony Arguelles, também conhecido como Valum Votan, nasceu no Estado de Minnesota, Estados Unidos, e viveu seus primeiros cinco anos de vida na cidade do México, mudando-se para a Califórnia no final da Segunda Guerra.
Formado pela Universidade de Chicago, recebeu bacharelado na Arte Liberal e fez mestrado de História da Arte. Recebeu o título de Ph.D. em História da Arte e Estética na Universidade de Chicago, além de estudar História da Arte em Paris.
Como estudante do Chogyam Trumgpa Rinpoche, freqüentou o Primeiro Seminário Norte-Americano Vajrayana em Jackson Hole, Wyoming.
José Argüelles, como preferia ser chamado, era ativista para a Paz e a Transformação da Consciência Planetária. Com sua esposa Lloydine, fundou a Rede de Arte Planetária, em 1983, promovendo a arte como o fundamento da paz global, dedicando-se a reativar o Pacto de Paz e a Bandeira da Paz de Nicholas Roerich.
O autor ainda possui vários livros publicados em todo o mundo e nos mais diversos idiomas.
Faleceu em 23 de março de 2011



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos de Autoria

Os textos deste blog têm autoria.

Caso queira fazer uso, por favor, cite a fonte.

Obrigado!

Quem sou

Minha foto

Descobri cedo o caminho do autoconhecimento e a partir da adolescência direcionei o foco dos meus estudos para essa autodescoberta. Dissequei a mim mesma em busca de respostas estudando diversas matérias, que entendi serem totalmente interligadas.
Com a Arithmologia venho me aprofundando em técnicas de respiração, meditação, cromoterapia, cinesiologia, e tecnologia espiritual. Desenvolvi a Arithmognose Terapêutica: o cuidado consigo e com os outros, através do conhecimento e essência dos Arithmos (números) pessoais.
Graduada em Direito, mas trabalhando com Consultoria, Coaching e Aconselhamento Metafísico a distância, tenho como objetivo esclarecer e motivar o cliente/coachee para que este possa perceber e/ou experimentar uma conscientização das potencialidades inerentes em si que repercutem diretamente em suas ações.

Google+ Followers