Esse Blog é ligado a

Photobucket - Video and Image Hosting

quinta-feira, 23 de junho de 2016

PREVISÃO COM OGHAM PARA OS PRÓXIMOS SEIS MESES A PARTIR DO SOLSTÍCIO DE INVERNO DE 2016



O método Ogâmico das Cinco Províncias ou Forfedha
 

Este é um método ogâmico baseado nas cinco províncias Irlandesas, posteriores as cinco tribos míticas, com exceção dos Goidélicos (os Irlandeses derivam destes), além de representar os cinco ditongos que foram incluídos tardiamente no alfabeto ou mais precisamente “código” das Árvores ou fedha no velho Irlandês. 
Tecnicamente esses cinco ditogos foram colocados pelos bardos medievais como uma representação do mundo em que vivemos, sendo sempre dividido entre os quatro quadrantes mais o centro ou mide. 


Para concluir, estes ditongos são chamados, no Irlandês antigo, de forfedha (as cinco letras ou árvores adicionais) que mais que serem partícipes do código arbóreo, são a representação cosmológica Bárdica. Sendo o arithmo 5, de fato assim como o 9, de grande importância na Cosmologia Céltica, ambos chaves para a sua manifestação.


*****



Mide/Rige – O Reino do Choupo ou Bosque (ea) (em algumas correntes célticas pode ser também ch ou kh).
É a Casa da Soberania ou Centro. Representa no plano físico o complexo de Tara que se localiza no centro da Irlanda. É Casa da Deusa Tailtiu, uma personificação da própria Irlanda.
Indica o foco último, o início e fim de todo entendimento, sendo o ponto de referência para toda leitura das Cinco Províncias. 




Espinheiro Branco em Mide tipifica Infortúnio na Soberania pela Fraqueza.




A Árvore plantada neste Reino da Soberania que é o Centro do mundo foi o Espinheiro Branco (Huath em gaélico); esta árvore entre os Irlandeses é envolta em superstições nada agradáveis, para muitos aquele que cortasse um Espinheiro Branco era sinal que viria muito azar para sua vida. Contam alguns que havia um Espinheiro nos confins de Glastonbury Thorn, mas que os puritanos colocaram abaixo para eliminar quaisquer traços pagãos.

Não há conexões de divindades com o few H. 

É muito interessante observar a forte energia deste few.  Durante estes seis meses dos dias claros até o próximo Solstício de Verão em Dezembro, poderemos observar atentamente em todas as situações, um momento de isolamento, que caracteriza na verdade, introspecção.
Uma etapa muito boa para iniciar qualquer processo de maneira calma & focado, evitando assim, perdas e a sensação de que iniciou o Solstício com o “pé esquerdo”. Talvez, durante os três primeiros meses após o a entrada do Solstício possa surgir uma enorme ansiedade para que os resultados comecem a ter uma solução mais positiva, mas não há como lutar contra determinadas forças que nos impelem adiante (mesmo que achemos que nada acontece), assim esse período é identificado com de gestação e paciência. Novas oportunidades podem surgir nesse momento, contudo, é necessário não criar nenhum tipo de auto-sabotagem, algumas vezes até inconscientemente, com o medo de conseguir o sucesso, que um lado seu tanto anseia. Nesse período também pode ser anunciado acontecimentos inevitáveis, o que não quer dizer que sejam fatais ou nefastos. Geralmente esses acontecimentos são gerados por forças que não podemos controlar, contudo, ao se fazer o trabalho correto, os impactos são sempre menores do que para aqueles que não iniciaram as suas tarefas corretamente. Chegou à hora, de romper com os padrões adquiridos e consequentemente estabelecidos por uma crença pessoal na qual você se baseou durantes os últimos 9 anos. Deixe de lado o pessimismo de que o infortúnio bate à sua porta a todo o momento. Resolva seus conflitos internos.
Frase Oracular: É mais prudente estar afastado durante certo tempo.
Palavras-Chave: Infortúnio.



Seis – O Reino da Haste (oi) (em algumas correntes célticas pode ser também th).
É a Casa da Harmonia ou Música. Onde está gravada a Espada de Lugh Lanfhada. Também é Casa do Mestre Uscias de Finias.
Indica algo que aconteceu em um determinado período do passado, ou seja, este Reino representa o passado distante.


Teixo em Seis tipifica o Mudança na Harmonia confere Novo Conhecimento.


A Árvore plantada neste Reino do Passado foi o Teixo (Ruís em gaélico); esta árvore possui um alto valor para combustão, os seus jovens ramos quando ocos eram usados tipicamente como gravetos. Era “mau agouro” queimar ramos de Teixo nas casas Irlandesas. Muito dessa perspectiva surgiu com a influência cristã, devido a madeira pela qual foi feita a cruz do calvário onde segundo a crença, Jesus Cristo foi crucificado.

Um deus da Irlanda que corresponde poderosamente ao Teixo é Ruadh Rofessa “o deus vermelho que conhece tudo”. Entre as deusas, esse few corresponde a Rigru Roisclethan, que é uma Rainha do Outro Mundo e divindade soberana da Irlanda. Outras deusas podem ser citadas e que estão relacionadas à Ruís como Rigantona e Rhiannon

O Teixo caindo na Casa de Seis (i.e. da Harmonia) indica que houve várias possibilidades de mudança que poderiam ter levado a superação de grandes dificuldades que surgiram nos últimos 9 (nove) anos, mas que de alguma forma não foram bem aproveitadas. Possibilidades de mudança de residência, de emprego, de romances, de saúde e por aí vai poderiam fazer com que percebêssemos melhor com as experiências sobre os ciclos que passam sempre de um nível para outro, e a cada passagem de ciclo deveríamos estar mais preparados para o novo que viria com o próximo. As lições serão sempre em aprender com os erros do passado. Os acertos são obviamente bem vindos, até porque, fazem parte dos objetivos que traçamos para aquele determinado período. O passado não pode ser trazido de volta, ainda que haja certa nostalgia ou tristeza ao lembrar de determinados acontecimentos, mas temos de entender que o processo evolutivo da mudança é necessário ao estabelecimento de uma nova consciência, de uma nova postura frente a vida como um todo. Esse é o “novo conhecimento” que resultou das experiências penosas ou gratificantes, é exatamente isso a lição que o Teixo nos transmite todos os anos. 

Esse trabalho implica em renascimentopois foram 9 anos de indefinições, dúvidas que se prolongaram por demais, indisciplina, auto-indulgência e com outros também, despesas acima do esperado e por aí vai. Se estes e outros aspectos não forem devidamente trabalhados, prestando atenção neles e reavaliando todo este ciclo de 9 ano, o resultado será o isolamento que, inevitavelmente ocorrerá, fazendo com que seja ignorado pelas pessoas a sua volta, mas também pelas situações que poderiam he trazer boas perspectivas em sua vida.

Se você colocou em marcha algum projeto no passado, dê continuidade à este apenas se for de proveito para o seu atual momento, caso contrário, reformule-o ou mude para outro mais adequado ao seu presente.

O Teixo fala de términos e rompimentos. Esteja preparado para novas experiências que ainda podem assombrar sua vida, essas podem vir do passado, mas sob nova roupagem. 

Frase Oracular: Será o fim de um ciclo ou de um problema.
Palavras-Chaves: Mudança

 


Fis – O Reino da Madressilva (ui) (em algumas correntes célticas pode ser também ph, pe ou p).
É a Casa do Aprendizado ou Consciência. Onde está gravado o Caldeirão de Dagda. Também é a Casa do Mestre Semias de Murias.
Indica o desenvolvimento de um passado recente.





Salgueiro em Fis significa Intuição na Aprendizagem traz Habilidade.

A Árvore plantada neste Reino do Passado Recente foi o Salgueiro (Saíl em Gaélico); é uma árvore encontrada em lugares próximos a lagos ou zonas úmidas. Também associada com a lua e com divindades lunares. Ramos de salgueiro são frequentemente usados com varinhas advinhatórias – especialmente na bruxaria aquática. Como é sabido na Bruxaria Tradicional, a bétula, salgueiro e o freixo formam uma vassoura de bruxa. O cabo da vassoura é feito da bétula, a corda que prende a “piaçava” é de salgueiro, e a própria “piaçava” é feita do freixo. O salgueiro também tem propriedades medicinais.

Algumas das deidades ligadas ao salgueiro, ou a (S) corresponde ao deus Samias que é mestre da Sabedoria e o guardião original do conhecimento no Outro Mundo, uma cidade chamada Murias. Entre as deusas estão a deusa de Sky – Scathach, que foi a instrutora de CúChulainn.  
   
Esse few é o sinal da intuição, que houve necessidade de usá-la nesses últimos 9 (nove) anos em diferentes situações em nossa vida. Tivemos de prestar atenção aos sinais do mundo invisível para identificarmos as melhores escolhas e assim realiza-las da melhor maneira possível. No entanto, houve de qualquer forma um tipo de preparação para o que está por vir nesse último ciclo de 9 (nove) anos. Alguma coisa certamente foi apreendida nesse processo que por muitas vezes foi doloroso. 

O salgueiro pede para não estender mais situações ou assuntos que fazem parte de um passado recente e que em nada vai nos acrescentar para o próximo passo em nosso caminho. Algumas surpresas ainda podem acontecer, algumas desagradáveis, mas saiba como lidar com estas. As mulheres estiveram em alta nesse período, uma vez que muitas delas, seja do círculo íntimo ou que acabamos de conhecer, nos ajudará de alguma forma para termos a percepção do caminho a seguir e sua direção. 

O salgueiro pergunta se você deu o mergulho no seu interior, se você teve a coragem de olhara para dentro e perceber seus medos e fraquezas. Existe uma tendência a ignorarmos isso, e coloca-los para baixo do tapete... mas uma hora a poeira vai se acumular e sujar todo o ambiente outra vez. Portanto, procure suas respostas em seu interior. Não ignore qualquer aspecto importante de sua personalidade, saiba mais sobre você mesmo e mergulhe nas forças ocultas de sua vida.

Faça seus projetos darem certo, e a possibilidade nesses 6 (seis meses) de dias claros de ter sucesso neles, é muito grande.

Frase Oracular: É muito importante ganhar equilíbrio em sua vida.
Palavras-Chaves: Intuição







Cath – O Reino da Groselheira (io).

É a Casa do Conflito ou da Batalha. Onde está gravada a Pedra de Eriu. Também é a Casa do Mestre Morfessa de Falias.
Indica coisas ou influências que poderão prover resistência e conflito em um futuro próximo ou no presente. (Caso um fedha altamente dinâmico ou pessoalmente endossando o assunto abordado caia neste Reino, existirá uma carência de conflito ou de resistência aqui).



Tojo ou Carqueja (as vezes chamada de Junco) em Cath tipifica Sabedoria no Conflito leva a Mudança.

O tojo possui um crescimento lento e é espinhoso. Ele permanece sempre verde, mas as suas folhas pequenas sempre caem. Segundo os Britânicos existe um velho ditado que diz: “Quando o tojo não floresce, não há estação do beijo”. Refletindo no costume Britânico de espargir tojo no buque da noiva.

Nos deuses da Irlanda, o few-O tem correspondência com o deus Ogma. Ele é o deus da força e eloquência. Ogma é o poder da fala e da escrita. 

A partir do Solstício de Inverno, o tojo vem apresentar certas dificuldades na superação de determinados conflitos, seja exterior ou dentro de nós mesmos.  Mas nada que nos leve a derrota, a depressão, ao desânimo, uma vez que esse few é um sinal de coisas valorosas e doces. Um dos seus símbolos é a colmeia que ensina a como trabalhar de maneira perfeita a coletividade, cada um cumprindo com seu papel. 

O importante, é que a partir desse momento, será necessário reunir tudo que estava pendente e peneirar para saber o que deve ser mantido e o que deve ser descartado. Haverá e esse processo já se iniciou, forte conexão divina, com o mundo invisível e também com seu Deus Interior nos Planos Internos. Não há outra forma de conexão, a para que isso aconteça é necessário reunir nossas partes perdidas que “vagam” dentro de nós. Mantenha a concentração, o foco para que muitas das informações que captaremos e experimentaremos sejam reunidas e estabelecidas como veículos de nossa percepção. 

Esteja preparado para receber alguma herança, legado ou presente que será muito importante para você. Caso aconteça, porque existe energia suficiente favorável para isso, aproveite da melhor maneira possível.

Frase Oracular: Informação que poderá mudar sua vida.
Palavras-Chaves: Sabedoria e Síntese



Blath – O Reino da Faia (ae).
É a Casa da Prosperidade ou Bem Estar. Onde está gravada a Lança de Nuada. 
Também é a Casa do Mestre Esras de Gorias.
Indica a manifestação final da questão através das influências de cada Reino. Reflete o assunto em questão conferindo algum parâmetro do que pode acontecer em um futuro imediato.

 



Videira em Blath significa Espiritualidade na Prosperidade surge o Prestígio

Originalmente se refere a vinhedo e que foi introduzido nas Ilhas Britânicas pelo Continente. Se requer um cuidado meticuloso para que haja os cachos das uvas, dessa forma se poderá ver também os entrelaces dos seus ramos que lembram os entrelaces celtas, denotando que o mundo subjetivo faz manifestar o mundo objetivo. 

Entre os deuses Irlandeses, há o deus do mar, Manannán mac Lir Morfessa que corresponde ao few M. Manannán é o Senhor do Submundo que jaz abaixo do mar. Manannán formou os reinos do Submundo dos sídhe (shee) para os Tuatha Dé Danann

Esse few também corresponde a Morfessa, o “Mestre do Grande Conhecimento”, que rege a cidade do Outro Mundo chamada Falias. Entre as deusas o few M corresponde a Morringhan, “A Rainha da Noite” ou “dos Fantasmas”. 

A videira vem nos mostrar que a nossa prosperidade, evolução e percepção vem com a conexão da consciência com o inconsciente. Contudo, para isso, é necessário se libertar das restrições que a mente nos coloca todos os dias. Isso faz com que sejamos restringidos para obter conhecimento ou mesmo para que nossas ações jamais sejam plenas. 
Existe uma forte tendência de acharmos a Chave interna para superarmos nossos problemas, mesmo que ainda não seja aqueles mais complexos. A liberação de nossas restrições não virá com uma tentativa de controle ou do uso da lógica, mas do entendimento dessa conexão entre esses dois mundos, o consciente e o inconsciente, o visível e o invisível. 

Nesse período de 6 (seis) meses teremos de ser pacientes com nós mesmos e com os outros também. Para isso é necessária força, determinação e seguir sua intuição para superar os desafios que vão surgir. Terá sucesso muitas vezes, no entanto, cuidado com os excessos, principalmente com o entusiasmo. Não podemos perder o foco, a concentração e a verdade objetiva. No próximo ciclo será importante estar preparado, e assim poder realizar uma nova fase para um salto ainda maior da consciência planetária. O ciclo de 9 (nove) anos está no seu término, por isso mesmo, esses seis meses restantes serão de preparação. Aproveite e compartilhe o seu conhecimento com aqueles que anseiam pelo saber e aprender com aqueles que menos se espera. Boa sorte e Feliz Solstício de Inverno.  

Frase Oracular: Desenvolvimento interior em curso, mas é necessário aproveitar um período de descontração.
Palavra-Chave: Espiritualidade


Cláudio César de Carvalho - 2016©
Tarólogo, Radiestesista, Terapeuta, estudioso da cultura Celta e da Tradição Oculta. 
 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou

Minha foto

Descobri cedo o caminho do autoconhecimento e a partir da adolescência direcionei o foco dos meus estudos para essa autodescoberta. Dissequei a mim mesma em busca de respostas estudando diversas matérias, que entendi serem totalmente interligadas.
Com a Arithmologia venho me aprofundando em técnicas de respiração, meditação, cromoterapia, cinesiologia, e tecnologia espiritual. Desenvolvi a Arithmognose Terapêutica: o cuidado consigo e com os outros, através do conhecimento e essência dos Arithmos (números) pessoais.
Graduada em Direito, mas trabalhando com Consultoria, Coaching e Aconselhamento Metafísico a distância, tenho como objetivo esclarecer e motivar o cliente/coachee para que este possa perceber e/ou experimentar uma conscientização das potencialidades inerentes em si que repercutem diretamente em suas ações.

Google+ Followers

Seguidores