terça-feira, 26 de dezembro de 2017

MITOLOGIA

Um mito (do grego antigo μυθος, translit. "mithós") é uma narrativa de caráter simbólico-imagético que procura explicar e demonstrar, por meio da ação e do modo de ser das personagens, a origem das coisas (do mundo; dos homens; dos animais; das doenças; dos objetos; das práticas de caça, pesca, medicina entre outros; do amor; do ódio; da mentira e das relações, seja entre homens e homens, homens e mulheres e mulheres e mulheres, humanos e animais; enfim, de qualquer coisa).

A MITOLOGIA é, assim, o Estudo de Mitos, ainda que o termo possa ser utilizado para se referir a um conjunto de mitos específico de uma Cultura.

Map of World Mythology by Simon E. Davies


Na tentativa de definir o mito, Mircea Eliade diz:

           "Seria difícil encontrar uma definição do mito que fosse aceita por todos os eruditos e, ao mesmo tempo, acessível aos não especialistas. Por outro lado, será realmente possível encontrar uma única definição capaz de cobrir todos os tipos e todas as funções dos mitos, em todas as sociedades arcaicas e tradicionais? O mito é uma realidade cultural extremamente complexa, que pode ser abordada e interpretada através de perspectivas múltiplas e complementares.
           A definição que a mim, pessoalmente, me parece a menos imperfeita, por ser a mais ampla, é a seguinte: o mito conta uma história sagrada; ele relata um acontecimento ocorrido no tempo primordial, o tempo fabuloso do "princípio" (...)."

Figuras mitológicas são proeminentes na maioria das religiões e a maior parte das mitologias estão atadas a pelo menos uma religião. Alguns usam a palavra mito e mitologia para desacreditar as histórias de uma ou mais religiões.

O mapa da Árvore Evolutiva das Religiões por Simon E. Davies (clique aqui para ver uma versão maior)

O termo mitologia é frequentemente associado às descrições de religiões fundadas por sociedade antigas como mitologia romana, mitologia grega, mitologia egípcia e a mitologia nórdica, que foram quase extintas, destacando a mitologia cristã que ainda hoje tem muitos devotos pelo mundo. No entanto, é importante ter em mente que enquanto alguns veem os panteões nórdicos e céltico como meras fábulas, outros os têm como religião.

Para o proposto aqui no Khrestérion a palavra mitologia é usada para se referir a histórias, que, enquanto podem ou não serem factuais, revelam verdades fundamentais e pensamentos sobre a natureza humana, através do frequente uso de arquétipos. 

"Acho que é possível eficazmente argumentar
como uma questão de princípio que,
assim como 'biografia é sobre sujeitos',
assim mitologia é sobre deuses".
Wendy O'Flaherty

Bem vindo. Seja um assinante e receba as novidades em primeiro lugar.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse blog é ligado a

Quem sou

Minha foto

Descobri cedo o caminho do autoconhecimento e a partir da adolescência direcionei o foco dos meus estudos para essa autodescoberta. Dissequei a mim mesma em busca de respostas estudando diversas matérias, que entendi serem totalmente interligadas.
Com a Arithmologia venho me aprofundando em técnicas de respiração, meditação, cromoterapia, cinesiologia, e tecnologia espiritual. Desenvolvi a Arithmognose Terapêutica: o cuidado consigo e com os outros, através do conhecimento e essência dos Arithmos (números) pessoais.
Graduada em Direito, mas trabalhando com Consultoria, Coaching e Aconselhamento Metafísico a distância, tenho como objetivo esclarecer e motivar o cliente/coachee para que este possa perceber e/ou experimentar uma conscientização das potencialidades inerentes em si que repercutem diretamente em suas ações.

Google+ Followers

Direitos de Autoria

Os textos deste blog têm autoria.

Caso queira fazer uso, por favor, cite a fonte.

Obrigado!