sexta-feira, 9 de setembro de 2016

9 DE SETEMBRO DE 2016, NOVES FORA... ZERO.



Quando crianças, alguns de nós devem lembrar, estudamos como confirmar uma operação matemática pela ‘prova dos nove’. Isso acontecia antes da popularização das máquinas de calcular, sendo uma maneira de testar se os cálculos com números inteiros não continham erros.


Nessa ‘prova’ ao somarmos ou multiplicarmos os números, cada vez que o resultado superar o nove, retira-se este. Se o valor der nove, ao diminuirmos o mesmo teremos Zero. Esse é o famoso “noves fora, nada”.

Oswald de Andrade, no ‘Manifesto Antropofágico’, desdiz: “não é o zero a Prova dos 9. A alegria é que é”.
Isso é como um koan da prova que não prova; da alegria que é o zero e que é um, dois.... nove.

Aqui uma pausa.
Existe a matemática das escolas, ortodoxa e chata, porque a ensinam assim.
E existe a matemática criativa que a tudo engloba.

A "Matemática Criativa" possibilita a relação entre a Matemática e outras áreas do conhecimento. Isso vai muito além de transformar o ensino em algo lúdico e atraente.
O uso da Imaginação Criativa nos transporta a outros mundos e conhecimentos ao possibilitar o saber orgânico. Sair da ortodoxia do aprendizado e ver o mundo de uma maneira holística. O 'já sabia, mas não sabia que sabia" está aí.

Como disse o professor Pedro Carvalho, (licenciado pela Universidade de Évora e pós-graduado pela Universidade Lusíada - Porto): 

“As “6 dimensões” são como 6 quadros, explorados individualmente, mas que se podem fundir, confrontar, completar, questionar, e por fim se apresentam ao público em forma de um objeto, um pensamento a partilhar.”

E aí chegamos no dia 9 de Setembro de 2016.
O dia 999 (dia nove do mês nove em um ano nove).
Muitos falaram, acertadamente em sua maioria, sobre o assunto. Ohana Nery, por exemplo, explicitou em uma frase chave:

Na perspectiva global, o dia triplo 9 representa uma mudança coletiva para a nova consciência.”

Mas surgem outras questões.
Por que isso?
O que o zero tem a ver com o nove?
É o zero um nada?
De que Nada estamos a falar?



Começando pela soma óbvia 9 + 9 + 9, ‘noves fora’ = 0

Na matemática criativa a 'prova dos nove' nos mostra que o 9 é o fim e o princípio de todas as coisas.
Vejam! Aqui 'princípio' não significa o mesmo que 'início'. O início é o UM, mas o Princípio é o ZERO.

O ZERO, na Arithmologia, é o símbolo máximo do Ovo Cósmico, o Vazio, o Nada, Fonte de toda a Real Espiritualidade. Um Zero entre os arithmos de uma pessoa denota os dotes interiores, a “bagagem” armazenada, pronta para usar, de todos os arithmos que se manifestarão de alguma maneira.



“Os nove números de um único dígito, tem cada um seus atributos específicos e fáceis de reconhecer. O 0 (zero), no entanto, não tem atributos, não há traços de caráter, qualquer descrição. É uma página em branco, mas com um porém. O zero é o camaleão, o grande potenciador, o multiplicador e a porta de entrada para o infinito e a imortalidade.” Hans Decoz

"O zero é na verdade o desafio do significado do número 9.
A interpretação numerológica do número 9 é conter todos os ingredientes de caráter dos números 1 a 8. O zero, quando acrescido a um número
(20, 30, 40 etc), eleva a interpretação do número de um algarismo ao aperfeiçoamento de seu significado." Ellin Dodge


Como eu mesma já disse outras vezes.
O período que estamos vivenciando, de acordo com o Calendário Gregoriano (que vale para o mundo todo, pois foi adotado como calendário ‘comercial’ mesmo pelos países que usam outra contagem) está extremamente vinculado à Espiritualidade desde 2000.
Infelizmente outros fatores fazem com que este vínculo seja muito deturpado pelas pessoas, dando ensejo a que ‘espertos’, equivocados, sem preparo, iludidos, carentes, etc, desenvolvam seitas e crenças que mais prejudicam que ajudam o processo de mudança.

“Um estado de insatisfação e de conflito ronda a existência humana.
Esse estado não mudará até que percebam que a necessidade interna, planetária e humana, se transformou. O que a vida material oferece não atende mais à demanda da humanidade. Ainda que a maioria não perceba ou não assuma, já foi tocada pela energia espiritual em vigor. E, enquanto a inércia dos corpos densos preponderar sobre esse novo estado interior haverá conflito nos seres e consequentemente em toda a face da Terra. Entretanto, o impossível inexiste para a Realidade. O que parece distante e inatingível aproxima-se quando o homem empreende a marcha em direção ao Ser, que desperta na consciência um amor que não pune, mas eleva; que não é complacente, mas indica o que deve ser superado.” 

Bem vindo. Seja um assinante e receba as novidades em primeiro lugar.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse blog é ligado a

Quem sou

Minha foto

Descobri cedo o caminho do autoconhecimento e a partir da adolescência direcionei o foco dos meus estudos para essa autodescoberta. Dissequei a mim mesma em busca de respostas estudando diversas matérias, que entendi serem totalmente interligadas.
Com a Arithmologia venho me aprofundando em técnicas de respiração, meditação, cromoterapia, cinesiologia, e tecnologia espiritual. Desenvolvi a Arithmognose Terapêutica: o cuidado consigo e com os outros, através do conhecimento e essência dos Arithmos (números) pessoais.
Graduada em Direito, mas trabalhando com Consultoria, Coaching e Aconselhamento Metafísico a distância, tenho como objetivo esclarecer e motivar o cliente/coachee para que este possa perceber e/ou experimentar uma conscientização das potencialidades inerentes em si que repercutem diretamente em suas ações.

Google+ Followers

Direitos de Autoria

Os textos deste blog têm autoria.

Caso queira fazer uso, por favor, cite a fonte.

Obrigado!