quinta-feira, 6 de julho de 2017

I Ching – Hexagrama 39: Chien - A Obstrução

Imagem de Adele Aldridge


Este hexagrama é um sinal revelador de grande dificuldade e adversidade. Porém, Obstrução é sinônimo de superação dos obstáculos que estão presentes, e as instruções estão direcionadas para a superação.
Uma retirada estratégica pode ser o início da superação de um obstáculo. Se achar que é sensato pare por um momento, veja se a situação não é causada por sua própria mente. O ego será tentado a agir com força se sentir cercado por imensos obstáculos. Seu ego culpa as circunstâncias externas pela situação; no entanto, embora você possa ser parado em seu caminho por um fator externo, deixe o seu propósito interior permanecer fiel ao seu curso.
Observe seus próprios pensamentos. Torne-se o observador.

**********************************************
A Obstrução


Este hexagrama representa um abismo perigoso adiante e uma montanha íngreme e inacessível à retaguarda. Está-se cercado de obstáculos. Porém, no atributo da montanha, a quietude, está implícita uma indicação de como se pode superá-los. O hexagrama representa obstáculos que aparecem no decorrer do tempo, mas que podem e devem ser superados. Por isso todo o texto se dirige à sua superação.






 JULGAMENTO

OBSTRUÇÃO. O sudoeste é favorável.
O nordeste não é favorável.
É favorável ver o grande homem.
A perseverança traz boa fortuna.

O sudoeste é a região da retirada; o nordeste, a região do avanço. Trata-se aqui de uma situação na qual alguém está diante de obstruções que não podem ser superadas diretamente. Neste caso, o sábio é parar diante do perigo e retirar-se. Essa, entretanto, é apenas uma preparação para a superação dos obstáculos. É necessário unir-se a amigos que compartilham do mesmo modo de pensar e colocar-se sob a direção de um homem à altura da situação. Assim se conseguirá remover as obstruções. Isto requer a capacidade de perseverar justo quando se tem de fazer algo que aparentemente desvia da meta. Esta inabalável firmeza interior traz ao final boa fortuna. Um impedimento temporário pode ser importante para o fortalecimento do caráter. Este é o valor da adversidade.

IMAGEM

A água acima da montanha: a imagem da OBSTRUÇÃO.
Assim, o homem superior volta-se sobre si mesmo e cultiva seu caráter.

Dificuldades e obstáculos provocam e sugerem uma interiorização. Enquanto o homem inferior culpa ao mundo e incrimina o destino, o homem superior procura o erro em si mesmo. Em virtude dessa introspecção, o impedimento externo torna-se para ele uma oportunidade de enriquecimento e aprendizagem.

LINHAS

Seis na primeira posição significa:
Seguir conduz à obstrução. Ao voltar
se encontra o louvor.

Quando se encontra uma obstrução, o importante é refletir quanto ao melhor meio de lidar com ela. Quando um perigo ameaça, não se deve avançar às cegas, o que só conduziria a confusões. A atitude correta consiste em recuar temporariamente, não para desistir da luta, e sim para esperar o momento próprio à ação.

Seis na segunda posição significa:
O servidor de um rei encontra obstrução sobre obstrução,
mas não é por culpa sua.

Em geral é preferível desviar-se da obstrução, tentando superá-la pelo caminho de menor resistência. Há, entretanto, condições que exigem que se vá ao encontro do obstáculo, mesmo que dificuldades sobrevenham uma após a outra – é quando o dever o impõe. Neste caso não se é livre para escolher segundo uma vontade própria, mas se é forçado a enfrentar o perigo em defesa de uma causa superior. Pode-se então proceder desta maneira com plena tranqüilidade, pois não é por erro próprio que a pessoa se encontra nessa situação difícil.

Nove na terceira posição significa:
Seguir conduz a obstruções.
Assim sendo, ele volta.

Enquanto a linha anterior se refere a um funcionário que, para cumprir seu dever, é forçado a seguir no caminho do perigo, esta linha alude ao homem que deve agir como pai de família ou como chefe de seu clã. Seria inútil que ele se precipitasse irresponsavelmente no perigo, pois aqueles que estão sob seus cuidados não teriam condições de prosseguir sozinhos. Se, ao contrário, recuar e retornar aos seus, eles o saudarão com grande alegria.

Seis na quarta posição significa:
Prosseguir conduz a obstruções.
Voltar conduz à união.

Aqui se descreve também uma situação que não se pode enfrentar sozinho. Neste caso, o caminho direto não é o mais curto. Se alguém quisesse avançar por suas próprias forças sem os devidos preparativos, não encontraria o apoio necessário. Compreenderia, então, já tarde demais, que se enganou em seus cálculos. As condições com as quais esperava poder contar se mostram insuficientes. Neste caso é preferível primeiro manter certa reserva, até se conseguir reunir companheiros de confiança e com cujo apoio se possa superar as obstruções.

Nove na quinta posição significa:
No meio das maiores obstruções chegam amigos.

Aqui surge o homem que é chamado a ajudar durante uma emergência. Ele não deve tentar evitar as obstruções, mesmo que estas se acumulem perigosamente diante dele. Mas como um tal homem realmente possui uma vocação superior, o poder de seu espírito é forte o suficiente para atrair auxiliares. Ele, por sua vez, tem condições de organizá-los de modo a que, graças à cooperação de todos num esforço conjunto, o obstáculo possa vir a ser superado.

Seis na sexta posição significa:
Seguir conduz a obstruções,
voltar conduz à grande boa fortuna.
É favorável ver o grande homem.

O texto aqui se refere a um homem que já deixou para trás o mundo e seus tumultos. Quando surge a época dos obstáculos, poderia parecer mais simples para abandonar o mundo e refugiar-se no além. Mas este caminho lhe está fechado. Ele não deve atingir a salvação sozinho, deixando o mundo entregue à adversidade. O dever o chama mais uma vez ao tumulto do mundo. Em virtude de sua experiência e liberdade interior, ele tem a possibilidade de criar algo grandioso e maduro que traga boa fortuna. E, portanto, favorável ver o grande homem com cuja colaboração se poderá realizar a obra da salvação.


Fonte: I Ching, o Livro das Mutações – Richard Wilhelm

Bem vindo. Seja um assinante e receba as novidades em primeiro lugar.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Esse blog é ligado a

Quem sou

Minha foto

Descobri cedo o caminho do autoconhecimento e a partir da adolescência direcionei o foco dos meus estudos para essa autodescoberta. Dissequei a mim mesma em busca de respostas estudando diversas matérias, que entendi serem totalmente interligadas.
Com a Arithmologia venho me aprofundando em técnicas de respiração, meditação, cromoterapia, cinesiologia, e tecnologia espiritual. Desenvolvi a Arithmognose Terapêutica: o cuidado consigo e com os outros, através do conhecimento e essência dos Arithmos (números) pessoais.
Graduada em Direito, mas trabalhando com Consultoria, Coaching e Aconselhamento Metafísico a distância, tenho como objetivo esclarecer e motivar o cliente/coachee para que este possa perceber e/ou experimentar uma conscientização das potencialidades inerentes em si que repercutem diretamente em suas ações.

Google+ Followers

Direitos de Autoria

Os textos deste blog têm autoria.

Caso queira fazer uso, por favor, cite a fonte.

Obrigado!